segunda-feira, 16 de novembro de 2009

PENSAMENTOS SOBRE A LEI DO CASAMENTO E DE ADOPÇÃO DE E POR HOMOSSEXUAIS.

Se eles se querem casar? Quero lá saber, a vida é deles e a mim não me roubam pedaço.
Se eles querem adoptar? Porque não? O amor às crianças não tem género, não tem cor e mais vale uma criança ter lar, amar e ser amada. As crianças não são esquisitas nos afectos e são bem mais inteligentes do que certos adultos que se julgam inteligentes.
Sabem uma coisa? Para esta polémica toda só tenho uma palavra: Cagay.

11 comentários:

Patti disse...

Totalmente a favor do casamento entre homossexuais.
Aliás até me irrita isto 'do ser a favor ou do ser contra'. Mas o que temos nós a ver com o assunto?

Lúcia disse...

Ó Gi - e com uma palavra apenas... resumiste a coisa!:)
É que, ainda por cima, pela Constituição, artº 13, têm direito a...
Mas as leias andam mais à frente que as mentalidades...

Precious disse...

Bem, arriscando-me a provocar a polémica, sou contra a adopção por homossexuais, contra o casamento não tenho nada contra. Se bem que casamento sem adopção, não fará sentido.
Enquanto o casamento pressupõe o consentimento dos dois adultos participantes, a adopção bule com o interesse das crianças. A conjectura ainda não é favorável a isso, mas espero que seja um dia. Não é uma questão de competência, mas de mentalidade. E isso demora muito a mudar.

drengo disse...

a palavra de verificação aqui é "legatiz"... tá mesmo a querer dizer "legatizem isso"!

há 150 anos, houve muita discussão também à volta do casamento - da falta de sentido do casamento ser apenas "civil", já que só fazia sentido falar em casamento como sacramento religioso.

quanto à adopção, já escutei também argumentos do género "dois homens juntos.. que horror para a criança que precisa sempre de uma mãe"... para quem diga isso, se a adopção se realizar por um casal de lésbicas, será que a adopção passa a ser duplamente favorável?

uma boa semana,
J.

Goldfish disse...

É difícil ser mais clara e sucinta do que tu foste! Concordo com cada letra. Também sou a favor da adopção, acredito que não faz a mínima diferença às crianças. Ainda por cima, entre uma criança estar numa associação ou com um casal heterossexual que a explora ou maltrata ou estar com um casal composto por dois homens ou duas mulheres... acho que racionalmente não há argumentos contra.

Goldfish disse...

P.S. - já há homossexuais para adopção? (vide título)

Flip disse...

e fazes muito bem Gi
:-)

BlueAngel disse...

Mai' nada, Gi!!!

Kok disse...

Moi aussi, je cague sûr l'affaire!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E a esta hora, no Prós e Contras, estão uns tipos a defender o referendo. Não percebo a razão de a RTP lhes dar tempo de antena, mas que o programa não é inocente, disso não tenho dúvida...

avogi disse...

Cagayemos todos juntos que estão neste preciso momento a falar na RTP sobre este tema.