domingo, 31 de janeiro de 2010

GI EM ... FORA DE PORTAS

Cenário: Rua, 2 carros, uma cadeirinha de transporte
Protagonistas: 3 adultos e uma criança
Acção
Ontem fui a Lisboa e, quando regressava para casa, deparei-me com a seguinte cena:

Os adultos estavam a fazer o transbordo da cadeira de uma viatura para a outra, enquanto a criança observava atentamente.

Quando me estava a aproximar do local constatei que:

Uma das viaturas tinha 4 portas, a outra tinha duas portas e, numa delas, encontrava-se uma senhora muito atarefada a tentar colocar a cadeira de bébé, sendo a cena bastante hilária quando observada do exterior.

Tinha eu acabado de passar, ouço a criança (um menino), que não aparentava ter mais de 3 anos dizer:

- Tia, sabes porque é que não tens filhos?
  Porque o teu carro não tem portas para filhos.

11 comentários:

Si disse...

Upssss... ;D

M.A. disse...

Este relato fez-me sorrir...Há relativamente pouco tempo recebi o pedido para ir, numa emergência, buscar uma neta pequenina ao colégio e não tinha comigo nenhuma cadeira de transporte. Recorri a outra avó que me emprestou uma cadeira. O meu carro é também dos de duas portas mas não tive dificuldade, mesmo sozinha, em colocar a cadeira no sítio. E até sou loura!

paulofski disse...

Qu'engraçado! Enquanto tive um carro de duas portas usava a cadeirinha do meu filho no banco traseiro. Depois troquei de carro para um com quatro portas e o meu filho já não precisava de usar a cadeirinha. No futuro, quando voltar a trocar de carro, será que terá portas para netos!!!

Patti disse...

Pois é, pensamos sempre no carro de quatro portas para os filhos.

Precious disse...

É da boca das crianças que sai a verdade.

susana disse...

Quase podia ter sido o meu filho a dizer isto!

aespumadosdias disse...

e eu tenho portas para filhas mas não os tenho. Aturo os dos outros.
:)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por isso é que o meu também é de duas portas. Ou será o contrário?

Girstie disse...

Ora nem mais! :D

Goldfish disse...

As crianças vêm o mundo de forma diferente da nossa mas, principalmente, falam dele de forma muito mais honesta e com todas as certezas que a idade lhe permite. Sim, porque ele precisava era de um motivo para a tia não ter filhos e não de um motivo para comprar um carro de cinco portas!

Imperator disse...

os miúdos têm sempre justificação para tudo... da forma mais simples :-)