quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

ESCRITÓRIO RURAL *1

Como sabem, o meu escritório deixou de ser na cidade [Lisboa] para passar a ser num lugar [Murtal].

Agora não ando de autocarro, mas sim de camionete.

Os meus companheiros de viagem deixaram de ser estudantes, bancários, secretárias, etc., etc., para passarem a ser mulheres-a-dias que vão trabalhar para as senhoras.

Na paragem da camionete toda a gente se cumprimenta e muitas utentes dão beijinhos ao condutor da mesma.

Estou a adorar o bucolismo!

PS.: Não consigo escrever directamente no blogue; recorri a um subterfúgio.

14 comentários:

maria inês disse...

mas eu consigo, não so fazer post como também comentar! Devo ser mesmo burra!!!!!!!!!!!

Precious disse...

Estar na província tem as suas vantagens. Quando começas também a beijar o motorista da camionete? ;)

Luís Maia disse...

Até o blog passou a ser bucólico.

Fico á espera da revelação de como é que se consegue escrever no blog, sem entrar lá

Gi disse...

Inês: deve haver problemas com certos blogues. Eu e a Vera temos problemas.

Luís: Recorri ao Windows Live Writer. Conhece?

Patti disse...

Não me digas que levam o almoço o marmita?

Luís Maia disse...

Windows não faz parte do meu cardápio sou da malta da maçã.

fiquei foi confuso porque admito então que qualquer pessoa pode escrever nos meus blogs ?

susana disse...

Tás feita! Vais ter saudades até do Colombo!

Kok disse...

Imagino-te num prado rodeada de ovelhinhas, gritando com esse tal W.L.Writer.
Certamente que sob um lindo chapéu de palha inalando o intenso perfume das flores primaveris.

§-Cuidado onde pisas, já que as vacas deixam presentes em tudo quanto é sítio...

Fatima disse...

Vida de campo é outra coisa mesmo.....

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E palpita-m que todos os dias passa muito perto do meu antigo Rochedo... Não o do blog, mas o outro, onde vivi.
O que se passa para não conseguir postar e como ultrapassou o problema? Não me diga que o bucolismo é tanto que a Net não sabe o que é um blog...

Gi disse...

Luís: Tinha que ter a password do seu blogue para poder escrever no seu blogue; e tendo a password pode-se escrever de várias maneiras, não é?

Carlos: Hoje já posso escrever; já lá fui verificar; ontem não conseguia escrever no corpo da mensagem ... estava um "girassol" a rodar ... a rodar ... a rodar...

Patti: Eu sempre levei marmita, até para a cidade.
Estas senhoras são daquelas que cozinham para as madames, também lá devem almoçar. :D

Susana: Não era muito de ir a centros comerciais, mesmo quando estava em Lisboa.

paulofski disse...

Ahhh já passei por essa fase, ter que entrar no blogue, no gabinete pela porta dos fundos e deixar post afixado.

Quando acabarem as pinturas e arrumar a mobília da casa voltarei em força. Até lá...

Hydrargirum disse...

Ai...esse "bucolismo", dava-me a volta ao juízo!!!!

Parece um dia no posto de saúde!!!!

Diabba disse...

Ohhhh como é GIra a vida no campo! hihihihi

Um dia destes começas a beijocar o motorista! ]:-)

Ahhh não tive problema nenhum em postar, é da tua máquina!

enxofre