domingo, 14 de fevereiro de 2010

MÃE EU JÁ NAMORO!

- Mãe, sabes uma coisa?
- Não, respondeu ela, distraidamente, enquanto lhe preparava a água para o banho.
- Tenho uma namorada.
- Ai é? E ela é bonita, filho?
- Sim é bonita e parecida contigo.
- Então, mas pediste-lhe namoro?
- Não, Mãe! Ela deu-me um bilhete com o desenho de uma flor e estava lá “Eu gosto de ti e tu, gostas de mim?”
- E tu respondeste?
- Eu escrevi: “Gosto”.
- E depois …
- E depois ficamos juntos no recreio a falar do Dragon Ball.

No Dia dos Namorados a professora pediu aos meninos que escrevessem cartas de amor.
Todos se entusiasmaram, menos eles os dois.
Naquele dia, tinham-se sentado lado a lado numa carteira ao fundo da sala e permaneceram de mão dada.
No final do período da manhã a professora recolheu as cartas de amor e perguntou-lhes:
- Então, meninos, as vossas cartas?
- Nós não escrevemos.
Sorriram para a professora e saíram de mão dada. No refeitório sentaram-se juntos e enquanto os outros meninos sorviam a sopa, sofregamente, para poderem comer o esparguete à bolonhesa, eles os dois entretiveram-se a escrever um ao outro juras de amor nas suas sopas de letrinhas.

10 comentários:

Filoxera disse...

Que românticas, estas crianças...
:-)

Miepeee disse...

Era bem mais simples se vissemos o amor como as criancas :)

Goldfish disse...

Espero que seja uma história verídica... é tão bonita que merece ser real.

Girstie disse...

Delicioso!

aespumadosdias disse...

Que ternurento.
:)

Antonio saramago disse...

Aop menos ainda vão continuando a ser Sinceras e a jorrar Fidelidade...

susana disse...

Giiiii... estiveste com o meu filho? ;)

Gi disse...

Goldfish: Se leres as etiquetas percebes que isto aconteceu com um filho meu (o mais novo) e faz parte do meu baú de recordações. :D

Goldfish disse...

Que giro! (Nem olhei para as etiquetas...)

E não tinha visto a resposta, não!

Man Poison disse...

Que lindo!!!